Santo Antônio da Platina / PR33º21º21 de Outubro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 17/10/2018

Edição ImpressaEdição 3704

Ler Jornal
VELHOS PROBLEMAS

Banheiro público, mais um descaso com a população

Comentar
Compartilhar
09 AGO 2017Por Da Redação18h43

A situação do banheiro público na praça Frei Cristovão – em frente à Igreja Matriz de Santo Antônio da Platina está ficando insustentável. Inaugurado há menos de dois anos, está com vários problemas estruturais, e, em péssimas condições de uso. A reclamação é geral dos usuários do local, que reivindicam melhorias no local com urgência. O sanitário está sem porta no banheiro prioritário para cadeirantes e deficientes, apresenta muitas infiltrações, mofo, água vertendo do teto e rachaduras. Segundo os denunciantes, o problema se agrava no período da noite, pois, o local é utilizado para uso de drogas.

Há dois meses, a reportagem da Tribuna do Vale publicou uma reportagem relatando sobre os problemas no local, mas até o momento nenhuma providência foi tomada. O local foi construído com recursos do município por R$ 64,7 mil e está pior que o banheiro antigo (localizado na rua Rio Branco) que foi desativado. O secretário Municipal de Obras Everton José Panegada, justificou há dois meses que o pedreiro da prefeitura já teria ido até o local para fazer um levantamento dos problemas, mas nenhuma solução foi tomada.

Banheiro não tem porta no espaço prioritário para cadeirantes, apresenta infiltrações, rachaduras e se tornou espaço para uso de drogas à noite (Antônio de Picolli / Tribuna do Vale)

Um dos taxistas que preferiu manter a sua identidade preservadas para não sofrer perseguição por parte do executivo reclama que em dias de Feira Livre o movimento ainda é mais intenso e no período da noite não recomenda usar o local, pois, tem sido utilizado para uso de drogas. “O coitado do rapaz da limpeza faz de tudo para manter o local impecável para o uso, mas a situação se agrava em dias de chuva e a noite. Uma das patentes está soltando água sem parar, ou seja, ainda se vê o desperdício do recurso. É o único banheiro público da cidade, isso é um descaso com a população”, desabafou.

Não existe porta no banheiro masculino prioritário para deficientes, impedindo o uso do ambiente, pois, os demais banheiros não têm espaço suficiente para entrada de cadeiras de rodas. “Estamos chegando à época das festas de final de ano e o banheiro tende a ter um movimento ainda maior, acho que não seria muito pedir pelo mínimo, um banheiro decente para a população”, disse o vendedor Cláudio Mafra dos Santos.

A equipe de reportagem procurou novamente o secretário de Obras para se pronunciar sobre o assunto, mas ele informou que estava em uma reunião e em seguida não atendeu mais as ligações da reportagem até o fechamento desta edição.

Blogs

Ver Todos os Blogs