Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Abril de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 12/04/2018

Edição ImpressaEdição 3575

Ler Jornal
INVESTIMENTOS

Cambará construirá novas casas populares

Comentar
Compartilhar
13 ABR 2018Por Da Assessoria20h05
Vereador Marcos de Oliveira recebido pelo presidente da na CohaparFoto: Divulgação

A cidade de Cambará deverá receber milhões em novos investimentos públicos para o setor habitacional. O tema foi discutido em um encontro do presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, com o vereador de Cambará Marcos Roberto de Oliveira, mais conhecido como Tetinha, na sede da empresa nesta quinta-feira (12).

O parlamentar visitou a sede da companhia, em Curitiba, por orientação do prefeito, José Haggi Neto, e do líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná, deputado estadual Pedro Lupion. O objetivo é dar encaminhamento em diferentes frentes de trabalho conjuntas para a construção de casas populares.

O projeto mais avançado é o de 56 unidades habitacionais financiadas com recursos do tesouro estadual. De acordo com Lupion, os documentos para construção do empreendimento, orçado em R$ 4,2 milhões, já foram concluídos pelos técnicos da companhia. “Nas próximas semanas, a Cohapar abrirá a licitação para a contratação da construtora responsável pela execução das obras”, informa o presidente.

Uma segunda etapa do empreendimento, com mais 126 unidades, também está sendo preparada. Os documentos da área foram repassados pela administração municipal e encontram-se em análise de viabilidade técnica pela equipe da Cohapar. Caso seja aprovado, o município receberá mais R$ 9,5 milhões em investimentos públicos.

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL – Além das moradias financiadas, os órgãos envolvidos planejam a apresentação de um projeto para captação de recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) para a construção de outras 200 moradias. “A prefeitura já realizou um chamamento público às empresas interessadas em fazer parcerias, cujo prazo se encerra em 9 de maio”, comenta o vereador.

 

Após a conclusão do processos, ele ainda terá que passar pelo crivo da Caixa Econômica Federal, responsável pela gestão dos recursos do FAR, além de ser aprovado em processo seletivo do Ministério das Cidades.

A reunião foi acompanhada pelo diretor de Programas e Projetos da Cohapr, Orlando Agulham Junior, e pelo superintendente de Relações Institucionais, João Naime Neto.

 

Blogs

Ver Todos os Blogs