Santo Antônio da Platina / PR33º21º23 de Abril de 2017
Jornal Tribuna do Vale - 21/04/2017

Edição ImpressaEdição 3341

Ler Jornal
MINISTÉRIO PÚBLICO

Gepatria se reúne com gestores de quatro municípios e faz recomendações

Comentar
Compartilhar
20 ABR 2017Por Dayse Miranda, especial para Tribuna do Vale18h13
Prefeitos e Vereadores participam de reunião administrativa do GepatriaFoto: Antônio de Picolli / Tribuna do Vale

O Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), sob coordenação da promotora de Justiça Kele Cristiani Diogo Bahena promoveu na manhã de ontem, 20, na Casa da Cultura Platinense, em Santo Antônio da Platina, uma reunião administrativa com prefeitos e vereadores com a finalidade de fazer recomendações gerais em início de gestão. Participaram da reunião dos gestores dos municípios de Jacarezinho, Ventania, Tibagi e Piraí do Sul e representantes do Observatório Social.

A promotora explicou sobre a importância da realização de concursos públicos nos municípios e principalmente se foram organizados por universidades públicas, pois, a possibilidade de fraude é baixíssima e são entidades que garantem a confiabilidade dos resultados. “Fazer concurso de qualquer forma é arriscado, às vezes o barato sai caro. O Concurso Público é o cartão de visita do prefeito, se tem fraude no concurso, quem dirá em outras áreas”, alertou.

A coordenadora do Gepatria ressalta que é muito importante os novos gestores acreditarem na política e tentarem rever o conceito de um gestor público, afinal, a população não aguenta mais ver nos noticiários o cenário de desvios públicos em favorecimento pessoal. “Eu ainda acredito que tenha pessoas boas, mas não podemos esquecer também que existem pessoas más”, disse.

Durante sua atuação frente à instituição, Kele Bahena conseguiu extinguir num período de sete anos, cerca de sete mil cargos que eram utilizados de forma indevida. Inclusive, em sua apresentação recomendou aos novos gestores muita cautela nas contratações, evitar o loteamento de cargos. Kele recomenda também pedir afastamento do cargo do servidor que participar de qualquer ato do certame ou com parentesco.

O uso indevido das diárias foi outro assunto abordado pela coordenadora. A retirada de diárias deve ser utilizada exclusivamente para custeio de despesas de viagens e estadias em razão de serviço (alimentação, hospedagem, transporte urbano). Como alternativa de baratear os cursos realizados pelo legislativo ou executivo, a promotora recomenda também fazer aquisição de cursos online, que além de não fazer uso de diárias, mais pessoas podem se qualificar.

Blogs

Ver Todos os Blogs