Santo Antônio da Platina / PR33º21º20 de Agosto de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 16/08/2018

Edição ImpressaEdição 3663

Ler Jornal
PLANEJAMENTO

Investimentos da Copel este ano serão de R$ 2,9 bilhões

No âmbito de geração e transmissão, serão destinados R$ 743,6 milhões do plano de investimentos à conclusão de obras em curso – caso da revitalização da Usina Figueira

Comentar
Compartilhar
30 JAN 2018Por Da Assessoria20h05
Também haverá investimentos na revitalização da Usina de FigueiraFoto: Antônio de Picolli

Já está em execução o programa de investimentos da Copel para 2018, que deve absorver R$ 2,9 bilhões, conforme o planejamento aprovado pelo Conselho de Administração da empresa e comunicado ao mercado em dezembro do ano passado. Entre as obras previstas, destaca-se o fortalecimento dos sistemas de transmissão e distribuição no Estado do Paraná, com a construção de 16 novas subestações.

Do valor total previsto, R$ 790 milhões serão destinados ao segmento de distribuição de energia, para fazer frente à ampliação e modernização da rede da Copel, bem como manutenção e melhoria dos indicadores de qualidade. Além de três subestações já em construção e com conclusão prevista para os próximos meses, neste ano ainda terão início as obras de outras dez unidades, na Capital e nos municípios de Prudentópolis, Itaperuçu, Paranapoema, Ventania, Francisco Beltrão, Iguaraçu, São Miguel do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon e Joaquim Távora.

De acordo com o presidente da Companhia, Antonio Sérgio Guetter, as obras darão continuidade ao trabalho de expansão e investimento em novas tecnologias, cujo resultado já pode ser visto na prática. “Nos últimos quatro anos, reduzimos os desligamentos em 23% no Paraná. E com o programa Mais Clic Rural, a energia elétrica fornecida no campo tem qualidade cada vez mais próxima à entregue nas cidades”, afirma.

No âmbito de geração e transmissão, serão destinados R$ 743,6 milhões do plano de investimentos à conclusão de obras em curso – caso da revitalização da Usina Figueira, a construção da Usina Baixo Iguaçu e as subestações Medianeira Norte, Curitiba Centro e Andirá Leste – além do início do empreendimento da linha de transmissão Baixo Iguaçu-Realeza Sul, com investimento previsto de R$ 34 milhões.

 

Blogs

Ver Todos os Blogs