Santo Antônio da Platina / PR33º21º21 de Setembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 17/09/2018

Edição ImpressaEdição 3683

Ler Jornal
S.A.PLATINA

Pai Presente incentiva paternidade responsável

Comentar
Compartilhar
09 AGO 2017Por Da Redação18h01

A paternidade é um momento de mudanças na vida do homem, onde exige seriedade, traz novas responsabilidades, alegrias e questionamentos. E para vivenciar essa experiência, nada mais importante do que acompanhar de perto o crescimento do bebê, desde o pré-natal, afinal, filhos são para a vida toda. Como forma de incentivar a participação mais ativa, o Ministério da Saúde lançou neste mês, agosto azul, a “Campanha Pai Presente”, que estimula os homens a dividir cada momento ao lado dos filhos. Ações como o envolvimento durante a gravidez, participação do parto, incentivo ao aleitamento materno, dividir as tarefas domésticas com a companheira e participar do desenvolvimento da criança, são muito importantes.

Segundo a enfermeira Luana Inácio, em Santo Antônio da Platina cerca de 80% das mulheres comparecem sozinhas para realizar os exames de pré-natal e consultas com as crianças. São poucos pais que tem uma participação ativa. “A campanha acontece no mês dos pais justamente para estimular essa prática. É bom para as mulheres que se sentem muito mais seguras e é bom para a criança”, disse Luana.

E para servir de exemplo, o jovem platinense Danilo Felipe Ferreira, 28, é o próprio pai presente, está sempre que possível junto a sua mulher Regiane Alves, 28, nas consultas médicas. Há 21 dias, o casal teve o segundo filho. Ontem, 9, foi a primeira consulta do bebê, e Ferreira estava lá, acompanhando cada momento ao lado de Regiane. “Faço isso desde minha primeira filha, que está com quatro anos, e acho que é bom para a família inteira. Tem que estar junto sempre que possível, levo na empresa meu atestado de acompanhante para justificar minhas horas de ausência, mas quando a empresa não libera, eu cubro as minhas horas perdidas em outro dia, mas não deixo de participar do crescimento dos meus filhos”, explicou.

Danilo Ferreira, sempre acompanha Regiane Alves nas consultas médicas dos filhos (Antônio de Picolli / Tribuna do Vale)

Para Regiane ter o marido ao lado é muito bom porque demonstra todo o amor pela família. “No período da noite ele que fica responsável por cuidar do bebê, então, dividimos as tarefas. Isso mostra a parceria e a união do casal”, comentou Regiane.

Saúde do homem

Por outro lado, a Secretaria de Estado de Saúde (SESA) orienta que um pai presente deve também cuidar da sua própria saúde, sendo um exemplo para os filhos e família, portanto, o agosto azul incentiva à saúde do homem. Entre as recomendações estão as avaliações médicas de rotina, alimentação equilibrada, evitar fumar e consumir bebidas alcoólicas e drogas. “A campanha de agosto trata da saúde do homem de forma geral, como, exames preventivos, hipertensão, diabetes, colesterol. Nas unidades de saúde estão disponíveis os testes rápidos de DSTs e Aids, lembrando que não precisa de agendamento”, orientou a enfermeira.

Por mais assíduas que sejam as campanhas de prevenção à saúde do homem, a adesão é baixíssima. Os Núcleos e Assistência à Saúde da Família (Nasf) do município promovem atividades físicas em todas as Unidades de Saúde, mas os jovens raramente comparecem, os idosos são os que mais participam. “Não haverá horário estendido de atendimento porque a demanda é muito baixa, mas há exceção da UBS Vila Ribeiro com atendimento até 21 horas. É muito importante um diagnóstico precoce, porque a maioria dos homens descobre algum problema de saúde quando já está em estágio avançado”, disse Luana.

Combate ao tabagismo

A pessoa que tem interesse em parar de fumar poderá comparecer nas reuniões com os grupos de combate ao tabagismo. Os encontros são promovidos em todas as unidades, divididos em quatro reuniões com uma equipe multidisciplinar (psicólogo, nutricionista, e entre outros) da prefeitura. O tratamento inclui também visita médica para análise de qual a melhor forma de perder o vício, sendo feito o uso, por exemplo, de adesivos de nicotina ou medicamentos para ansiedade. A pessoa que tiver interesse basta procurar pela enfermeira chefe da Unidade de Saúde mais próxima. 

Blogs

Ver Todos os Blogs