Santo Antônio da Platina / PR33º21º21 de Setembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 17/09/2018

Edição ImpressaEdição 3683

Ler Jornal
ANDIRÁ

Praça Sblandiano Simoni volta ser ponto de encontro familiar

Moradores voltaram a frequentar a praça, que está florida, iluminada e grama bem aparada

Comentar
Compartilhar
08 MAR 2018Por Da Assessoria18h41
Escolas também têm levado as crianças para brincar na praçaFoto: Divulgação

A união entre o poder público e a população poder trazer importantes benefícios para as comunidades. Em Andirá, um exemplo disso, é um equipamento público bonito, localizado em área central, mas que vinha atraindo usuários de drogas e gerando constantes denúncias de moradores. A Praça Sbandiano Simoni – que por algum tempo alojou a tradicional Feira da Lua -, está passando por importantes transformações. A prefeitura, nesta nova gestão, instalou bancos novos para propiciar conforto à população, desenvolveu um trabalho bonito de jardinagem – que ainda terá novos ambientes com flores, segundo informou a prefeita Ione Abib - e também fará a pintura nos muros, além de manter as gramas podadas, transformando o espaço em local apresentável, se comparado ao que era antes.

A compreensão do espaço e ambiente vai além da estrutura física. E isso, a população está demonstrando com diversas ações no local, como práticas de atividades físicas, piqueniques de igrejas, passeio de familiares, e a presença de um importante movimento cultural independente (ConClave), que semanalmente realiza reuniões, ações de integração, socialização e muita arte. Música, dança, debates e outras ações relacionadas à cultura, trazendo de volta ao espaço público da praça, crianças, jovens, famílias. “É a questão do ambiente mais agradável. Quando a gente tem um espaço fora de casa mais agradável, queremos ocupa-lo. Temos que ter o convite para sair da zona de conforto. Faz parte do ser humano. E quando a cidade fornece isso, é importante  dividirmos com os amigos. Temos que refletir a cidade”, destacou o professor e músico, Ercole Martelli, um dos responsáveis pelo Movimento ConClave e um dos mais importantes e respeitados artistas e pensadores culturais de Andirá.

Ele falou da importância do grupo, que completou, recentemente, um ano de atividades e encontros na comunidade. O Movimento realizou um evento, no dia 25 de fevereiro, na Praça, denominado ComCLAVE INDIE Festival e reuniu muitos jovens, artistas e famílias, que vieram prestigiar apresentações de bandas e exposição de arte.    “Faz quase um ano que os artistas começaram entrar em diálogo, otimizar as atividades. Como não temos uma sede física, nos reunimos na Praça. Espaço amplo, de fácil acesso, é prático, onde já guardamos os equipamentos”, destacou Ércole, que é morador do entorno da Praça. Ele relatou, ainda, que após as reuniões e atividades artísticas semanais, eles recolhem todo o lixo e limpam o local. O Movimento, que no ano passado recebeu uma Menção Honrosa da Câmara Municipal de Vereadores, também contribui na organização dos cuidados do local. “Já encaminhamos, inclusive, vários pedidos, pedindo lixeiras”.

É importante destacar que o Movimento ConClave não se resume apenas aos encontros semanais. Eles também já participaram de atividades comunitárias como, por exemplo, campanhas de arrecadação de fraldas geriátricas para o Lar dos Velhinhos Dona Aracy Barbosa, entre outras de cunho social. Eles também criaram o Hino da Apae e, nesta semana, lançaram um projeto muito bonito: o Hino do Projeto Esperança – órgão da Secretaria de Assistência Social, que cuida de dezenas de crianças e adolescentes.

 

Blogs

Ver Todos os Blogs