Santo Antônio da Platina / PR33º21º20 de Abril de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 12/04/2018

Edição ImpressaEdição 3575

Ler Jornal
COLUNA

Flávio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN.

KUBICA, QUE HOMEM

Comentar
Compartilhar
07 JUN 2017Por Flávio Gomes17h37

RIO (já explicamos) – Perdoem o ligeiro sumiço. E vamos às notícias. Kubica vai voltar a andar num F-1, mais de seis anos depois do acidente que quase arrancou seu braço num rali. Será em Valência, amanhã. A Renault vai usar um carro de 2012.

Ninguém deve entender a iniciativa como algo que aponte na direção de uma volta do polonês à categoria. Infelizmente, ele não tem como pilotar com 100% de condições depois do que aconteceu naquele rali. Não um F-1. Talvez outros carros de outras categorias, nas quais o grau de exigência é menor.

Mesmo assim, é legal saber que ele vai voltar a um cockpit. Porque esse moço era para ser um dos maiores de seu tempo — em 2002, quando o vimos numa prova de F-Renault em Interlagos, deu para perceber que ali havia alguém especial, ainda que fosse impossível estimar quão especial viria a ser.

O esforço pela recuperação, para se manter no mundo da velocidade com alguma competitividade, é louvável e comovente. Que Kubica aproveite seu dia.