Santo Antônio da Platina / PR33º21º23 de Junho de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 21/06/2018

Edição ImpressaEdição 3623

Ler Jornal
COLUNA

Benedito Francisquini

Cambaraense, apaixonado pela comunicação e entusiasta da tecnologia.

Panorama Regional

Comentar
Compartilhar
02 FEV 2016Por Benedito Francisquini19h51

Clima de medo em Abatiá

O médico Auro Pereira, que vive uma disputa judicial com a administração municipal, em entrevista que concedeu ontem à rádio Abatiá FM acusou Jurandir Yamagami, marido da prefeita Maria de Lourdes Feraz Yamagami, de impor um clima de medo em Abatiá, ao reagir com violência contra qualquer pessoa que resolva criticar a gestão da prefeitura. Ele lembrou o caso envolvendo Jurandir e o empresário Magno Garcia Ribeiro, dono da emissora, que ao criticar a prefeita durante um programa jornalístico, teve que abandonar o estúdio da rádio, sendo forçado a refugiar-se no pelotão da Polícia Militar, sob risco de morte, já que o político, ensandecido, ameaçava matá-lo.

Reincidência

Auro Pereira contou que passou por situação semelhante recentemente, quando o marido da prefeita foi até o hospital onde trabalhava e o ameaçou por conta de críticas que havia feito na imprensa. “O senhor ameaça todo mundo, mas a mim não assusta. O senhor anda muito nervoso. Está precisando de um médico, acho que no seu caso é um psiquiatra, pois vive perseguindo pessoas na rua, mandando recadinhos ameaçadores”, desabafou o médico.

Pinóquio

Nem o advogado Francisco Pimentel de Oliveira escapou das críticas do médico, a quem chamou de Chico Pinóquio, numa alusão de que o interventor da Santa Casa teria mentido em entrevista que concedeu semana passada na mesma emissora.

Resposta

Francisco encaminhou no final da tarde de ontem um texto resposta às acusações de Auro, que está sendo publicado nesta edição, no qual além de defender-se das acusações, observa que o médico já protagonizou escândalos por outras cidades onde passou.

Solidariedade

O deputado federal João Arruda, PMDB, encaminhou na tarde ontem à redação da Tribuna do Vale nota oficial lamentável a atitude da equipe de cerimonial do governador Beto Richa (PSDB) durante lançamento de obras no campus da Uenp,  em Jacarezinho, na última quinta-feira (28). “O deputado federal Diego Garcia (PHS) deixou outro evento, com 10 mil pessoas, para prestigiar a solenidade, realizada no terreno da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), mas foi impedido de se manifestar.

Gostaria de registrar minha solidariedade ao parlamentar, vítima de censura e de um ato de extrema deselegância por parte do governador”, lamenta. O parlamentar assinala que “como coordenador da bancada paranaense, sempre sairei em defesa dos nossos parlamentares, independentemente de estarem na situação ou na oposição”.

Tortura 1

Uma importante corrente de advogados especialistas em legislação eleitoral sustenta que muitos políticos que pleiteiam concorrer nas eleições deste ano podem ficar de fora se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adotar o entendimento de que uma pessoa julgada e condenada em decisão colegiada, mesmo que caiba recurso, pode ser incluída na lista dos chamados “fichas sujas”.

Tortura 2

Estariam enquadrados nesta categoria políticos com contas consideradas irregulares pelo pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Eles seriam inelegíveis mesmo que tivessem interposto recursos de revista numa tentativa de reverter a situação. Em posição semelhante estariam aqueles julgados criminalmente por câmaras do Tribunal de Justiça, mesmo que o processo esteja em grau de recursos em tribunais superiores.

Sonhando

O prefeito de Carlópolis, Marcos Antônio David, o Pezão, que se tornou inelegível com a rejeição de suas contas pela Câmara de Vereadores, continua afirmando a alguns interlocutores que mantém sua candidatura à reeleição.

Fim de festa

Pouca gente se atenta às mudanças na legislação eleitoral que acabou com o instituto da reeleição. Poderão concorrer a um novo mandato os atuais prefeitos e governadores em primeiro mandato. Depois disso, acabou a festa!

Amunorpi

Os prefeitos da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi), reuniram-se na manhã de ontem na sede da entidade, em Santo Antônio da Platina, para definir a realização das novas eleições para substituição de seu quadro diretivo, atualmente presidido pelo prefeito de Wenceslau Braz, Taidinho dos Santos. Ficou decidido que logo após o carnaval eles vão definir a data do pleito. Até agora ninguém com pretensões a candidato.