Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Setembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 17/09/2018

Edição ImpressaEdição 3683

Ler Jornal
COLUNA

Flávio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN.

SOBRE ONTEM DE MADRUGADA

Comentar
Compartilhar
10 ABR 2017Por Flávio Gomes17h31

SÃO PAULO (faltam horas aos dias) – Hamilton e Vettel estão em lua-de-mel. Ainda não se pegaram na pista, mas ambos demonstram grande admiração mútua. Talvez quando começarem a sair faíscas isso mude. Mas, por enquanto, sobra encantamento, especialmente por parte de Lewis. “É o adversário por quem tenho mais respeito“, disse o inglês.

É um bom resumo dos sentimentos pós GP da China. A possibilidade de uma briga ponto a ponto até o final entre pilotos de equipes diferentes está animando todo mundo. Ótimo que seja assim. Mas bem que os outros pilotos de Ferrari e Mercedes poderiam participar da festa, não?

É o que acha o chefão de Maranello. Depois de um quarto e um quinto lugares apagados, Raikkonen começou a incomodar a cúpula. Sergio Marchionne, presidente da Ferrari, pediu que Maurizio Arrivabene chame Kimi para uma conversinha. É possível que o finlandês boceje. E, ao final, reclame que a equipe o deixou encaixotado tempo demais atrás da Red Bull.

Não tem razão. Kimi anda apagado, mesmo.

E os rádios? Aqui tem algumas das comunicações do domingo chinês, e uma delas é bem engraçada: o engenheiro de Bottas chamando seu piloto de “Nico”. Ops! E tem também Alonso dizendo que estava guiando feito “um animal”, o que não ajudou muito, diga-se. Mas motivou nosso Mauricio Falleiros com o cartum de hoje:

Seguindo, então..

Alguém entendeu por que Vettel não foi punido, apesar de ter parado seu carro no grid pior do que eu no estacionamento da Fox? Ele não levou vantagem? Horner disse que tirou da água. Isso é levar vantagem. Quem estava atrás, se quisesse jogar o carro entre os dois da primeira fila, também pode se sentir prejudicado. O que pode, afinal?

É o que pergunta o chefe da Red Bull. Aguardamos respostas.

Agora, aos destaques avulsos do fim de semana, começando com a melhor frase do dia.

A FRASE DE XANGAI

“Esse menino parece achar muito fácil ultrapassar no molhado. Vou ter de assistir aos vídeos para ver como é que ele faz.”

Hamilton conseguiu um Grand Chelem em Xangai, o que é algo raro na F-1. Trata-se de obter, num mesmo GP, pole, vitória, melhor volta e liderança em todas as voltas. Foi a terceira vez que o inglês obteve a façanha — e apenas 24 pilotos na história fizeram isso. É um número a ser destacado, mas escolhi outro para não deixar um piloto em particular 100% frustrado com o fim de semana.