Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Outubro de 2017
Jornal Tribuna do Vale - 18/10/2017

Edição ImpressaEdição 3460

Ler Jornal
CRESCIMENTO

Melhora da economia fortalece importância das reformas, diz Richa

Comentar
Compartilhar
08 JUN 2017Por Da Agência Estadual de Notícias18h29
Beto Richa e Geraldo Alckmin juntos em evento sobre economiaFoto: AEN

A melhora na economia brasileira, indicada pelo pequeno aumento na arrecadação das administrações públicas e do Produto Interno Bruto (PIB), fortalece a importância de o País seguir em frente com as reformas da previdência, trabalhista, política e tributária. A avaliação é do governador Beto Richa ao participar, ontem, quinta-feira (08), da Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos (Unale), que acontece em Foz do Iguaçu. O tema é o Brasil e suas Reformas.

“As reformas são inadiáveis. É o caminho para o Brasil retomar o desenvolvimento, o crescimento, e a geração de emprego e renda”, afirmou Richa. “É urgente a retomada da geração de empregos em um país que contabiliza quase 14 milhões de desempregados. É preciso consciência do que é importante para o Brasil e ter a coragem de fazer mudanças”, disse. “Mas acredito que a mãe de todas as reformas seja a política. Se não mudarmos, daremos margem ao que estamos assistindo hoje no Brasil.”

Painel - Richa participou de painel que discutiu a crise econômica brasileira e reuniu, também, os governadores Geraldo Alckmin (São Paulo), Marconi Perillo (Goiás); Wellington Dias (Piauí), o ministro da Saúde, Ricardo Barros; o presidente da Unale, Adjuto Afonso; o presidente do Colegiado dos Legislativos do Brasil, Afonso Viti; e o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano.

Alckmin afirmou que a reforma trabalhista, já aprovada pela Câmara dos Deputados, vai aumentar a geração de emprego e diminuir a informalidade. Ele também defendeu mudanças na arrecadação e distribuição de recursos, hoje concentrada na União, e competências dos entes públicos. “O governo mais próximo é o mais controlado pela população, mais perto das prioridades do povo”, afirmou.

Respeito – Richa também enfatizou o fortalecimento e o respeito ao legislativo. “No Paraná, conseguimos fazer o ajuste fiscal e as reformas, equilibrando as contas públicas, com a grande parceria que temos com a Assembleia Legislativa. Os deputados entenderam a importância das medidas duras, mas imprescindíveis para o Estado conquistar uma situação de conforto dentro da crise econômica nacional, sem precedentes", disse ele.

Hoje, a situação financeira é equilibrada e o Paraná tem o reconhecimento de entidades nacionais e internacionais, lembrou o governador. “Isso já gerou frutos. Temos a aprovação de R$ 1,7 bilhão em financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento para investir em estrada, infraestrutura para os municípios e segurança pública. Vale a pena fazer uma gestão responsável, que busque eficiência dos serviços públicos prestados a população."

O governador paulista destacou que o Paraná fez a lição de casa. “Não foi fácil, mas fez. É isso que nós temos que executar, esse é o grande problema do Brasil, um déficit fiscal elevadíssimo, o governo gasta muito mais do que arrecada, e quem paga o preço disso é a população”, disse ele.

Goiás, explicou Marconi Perillo, também realiza o ajuste fiscal. “No ano passado, encaminhamos três projetos de lei à Assembleia Legislativa e esse apoio foi fundamental para colher agora os frutos dessas políticas de reformas", disse ele.

Blogs

Ver Todos os Blogs