Santo Antônio da Platina / PR33º21º13 de Dezembro de 2017
Jornal Tribuna do Vale - 08/12/2017

Edição ImpressaEdição 3493

Ler Jornal
IBAITI

Pressão nas redes sociais faz prefeito vetar aumento de diárias

Comentar
Compartilhar
05 DEZ 2017Por Da Redação19h18
Moradores lotaram a Câmara derrubar os projetos de leis que aumentavam o valor das diáriasFoto: Gilson Sarrafho / Divulgação

Um protesto fervoroso lançado nas redes sociais fez com que o prefeito de Ibaiti, Antonely de Cassio Carvalho (PMDB), acatasse a vontade da maioria e vetasse os projetos de Lei (nº 019/2017 e 005/2017), do Executivo e Legislativo, respectivamente,  que previa aumento na concessão de diárias ao prefeito, vice-prefeito, vereadores, procuradores, secretários, diretores e servidores do município.

O prefeito explicou que o aumento das diárias, na verdade, iria corrigir problemas que já haviam surgido na gestão anterior, onde um funcionário chegou  a receber R$ 60 mil em um ano, só com as diárias.

“Este fato foi apontado na CPI da Saúde realizada pela Câmara Municipal de Ibaiti, em 2015”, contou. “Além do fato acima mencionado, merece destaque alguns casos de diárias em duplicidade, ou seja, pagamentos de mais de uma diária no mesmo dia, a um único servidor”, comentou.

Carvalho ainda explicou que os projetos de leis continham mecanismos importantes que regulamentavam as retiradas de diárias, de forma a reduzir os gastos tanto do legislativo quando do executivo. “Viagens com tempo de permanência de até cinco horas, por exemplo, e em distância de até 120 km não motivariam a concessão de diárias. Já as viagens sem pernoite só justificaria a concessão de meia-diária”, explica.

Ambos PLs  ainda previam a atualização dos valores das diárias de acordo com o índice oficial INPC do IBGE. “Isso não ocorria  desde 2005 no caso da prefeitura, e 2009 no Legislativo”, contou.

Valores

A diária para viagens do prefeito a Curitiba é de R$ 350, diretores R$ 250 e chefes de departamentos 200. Esses valores são equivalente aos vereadores e servidores do Legislativo. Entretanto, o que determina o valor da diária no município são os locais de destino e a necessidade de pernoite para o cumprimento da agenda. Os Projetos de Lei nº 019/2017 e nº 005/2017 previam reajuste de até 43% no valor das diárias.

Mesmo afirmando que muito do que foi dito nas redes sociais são “inverdades plantadas pela oposição”, Antonely de Carvalho disse que trabalha democraticamente e que vetou os projetos em atenção a opinião pública.

Blogs

Ver Todos os Blogs