Santo Antônio da Platina / PR33º21º22 de Junho de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 21/06/2018

Edição ImpressaEdição 3623

Ler Jornal
ENSINO SUPERIOR

Universidades estaduais aparecem entre as melhores do BRICS

Comentar
Compartilhar
24 NOV 2017Por Da Agência Estadual de Notícias20h11

As Universidades Estaduais de Londrina, Maringá, Ponta Grossa e do Oeste do Paraná estão entre as 200 melhores instituições do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O levantamento é da Quacquareli Symonds World University, divulgado na quinta-feira (23). Foram avaliadas 400 universidades.

A Quacquarelli Symonds é uma editora do Reino Unido, responsável por classificações universitárias anuais. O levantamento envolve indicadores específicos, como docentes com PhD, reputação acadêmica, reputação do empregador, artigos publicados por pesquisadores da instituição, empregabilidade, citações por artigos, professores e estudantes internacionais em programas de graduação e pós-graduação, além de funcionários com graduação e pós-graduação.

“Somamos, ao longo de 2017, excelentes classificações nos rankings internacionais. Os resultados expressivos das nossas instituições de ensino são obtidos graças aos investimentos sistemáticos do Governo e o trabalhado desenvolvido pelos professores e agentes universitários”, afirma o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes.

POSIÇÕES - A universidade de Londrina (UEL) aparece entre a posição 151ª e 160ª e se mantém como a melhor do Paraná. A instituição também manteve o quinto lugar entre as estaduais brasileiras. No ranking das universidades públicas do Paraná, a UEL é a 2ª, atrás apenas da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

No indicador que avalia a relação entre professor e aluno, a universidade de Ponta Grosa (UEPG) ganhou destaque ocupando o 32º lugar. Já no ranking internacional a instituição ficou entre a posição 191ª e 200ª e entre as estaduais brasileiras aparece como a 9ª melhor.

A Unioeste ganhou 20 posições e agora figura entre as 170 melhores instituições de ensino avaliadas. Na relação de docentes que possuem PhD, a estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) está em 27ª lugar, além de se classificar com a 6ª melhor estadual do Brasil.

Já a Universidade de Maringá (UEM) ficou posicionada como a 7ª melhor universidade estadual do Brasil e se destacou na avaliação de artigos publicados por pesquisadores da instituição. Entre as 61 universidades brasileiras avaliadas (públicas e privadas) a UEL ficou na 22ª posição, a Unioeste em 26ª, a UEM 27ª e a UEPG em 32ª.

Unimed Vacinação

Blogs

Ver Todos os Blogs