Santo Antônio da Platina / PR33º21º15 de Novembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 13/11/2018

Edição ImpressaEdição 3722

Ler Jornal
PARANÁ

Quase 5% das crianças nascidas no PR foram registradas com o nome Maria

Estado recebeu 158.702 registros ao longo de 2017. Maria lidera a lista com 7.659 nomes registrados

Comentar
Compartilhar
25 JAN 2018Por Redação18h00
Foto: Foto Ilustrativa

Ao longo de 2017, 158.702 bebês foram registrados no Paraná. Dentre os nomes elegidos, Maria segue desde 2004 sendo o mais utilizado por mães e pais paranaenses para nomear suas crianças – apresentando 7.659 registros durante o ano, 4,8% de todos os nomes registrados.

Em segundo lugar, de acordo com o levantamento realizado pela Associação dos Notários e Registradores do Estado do Paraná (Anoreg-PR), aparece João, que recebeu 4.722 registros no estado, 2,9% do total. A dupla de nomes costuma ser comum especialmente em lugares onde a maioria da população é cristã, nomeando também músicas e conto de fadas.

A lista dos 10 mais escolhidos não sofreu alteração em relação a 2016, a mudança ocorre apenas na quantidade de registros. Entre os cinco primeiros, além de Maria e João, estão Arthur, com 4.218 registros; Davi, com 4.179 e Ana, com 3.957. O nome Enzo, que entrou para a lista em 2016, obteve um aumento de 11% em relação ao ano anterior, apresentando 2.664 registros.

No interior do Paraná, nomes que não constam na lista dos mais registrados no estado tem espaço no ranking. Em Maringá (PR), ocupando o nono lugar, Lívia apresentou 133 registros e em Ponta Grossa, também em nono lugar, aparece Sophia, com 102 registros, nomes que ganharam ainda mais destaque por aparições em novelas da TV Brasileira, como “O outro lado do paraíso”.

Seguindo a moda?

Segundo o diretor da Anoreg-PR e presidente do Instituto do Registro Civil das Pessoas Naturais do Estado do Paraná (Irpen-PR), Arion Toledo Cavalheiro Júnior, embora existam influências “da moda”, envolvendo nomes de filhos de artistas e utilizados em novelas, eles não são os mais utilizados pelos paranaenses.

“No Paraná, ainda existe a forte preferência pelos nomes tradicionais, de origem religiosa. Além disso, muitos dos que lideram o ranking, como Maria e Ana, podem ser utilizados de forma composta para a formação de outros nomes, o que também justifica a sua grande utilização”, explica.

 

 

 

Blogs

Ver Todos os Blogs