Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Junho de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 16/06/2018

Edição ImpressaEdição 3618

Ler Jornal
INTERNACIONAL

Psicologia das FIO abre inscrições Para Congresso de Saúde Mental

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2018Por Rose Pimentel Mader18h16
1 Programação do CongressoFoto: Divulgação

O Curso de Psicologia das Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) vai promover, no período de 25 a 28 de setembro, o IV Congresso Internacional de Saúde Mental, com o tema “Rede de Atenção Psicossocial e Intersetorialidade: diálogos necessários para resistir, persistir e existir nas práticas de cuidado em saúde mental”.

O Congresso, organizado pelo corpo docente do curso que tem como coordenadora a professora doutora Paula Ione Fiochi, tem a colaboração dos acadêmicos e o apoio do diretor das FIO professor Bianor Colchesqui.

Os interessados em participar do evento devem fazer suas inscrições antecipadamente somente pelo site: fio.edu.br/saudemental.

O evento tem como público alvo, além de alunos e professores do curso e comunidade acadêmica das FIO, estudantes e professores de outras instituições de ensino, profissionais da área da Saúde, usuários dos serviços de Saúde e familiares.

Segundo a professora mestre Ana Clara Magalhães, uma das organizadoras do Congresso, os interessados podem se inscrever como ouvintes ou como apresentadores de trabalho, cujas regras e prazos específicos constam no site. No caso de apresentação de trabalhos, as inscrições encerram-se no dia 30 de junho.

A quarta edição do Congresso que vai reunir no Campus Universitário das FIO palestrantes de renome nacional e internacional, propõe realizar problematizações acerca das teorias, ações e políticas nos mais diversos âmbitos da saúde mental, articulado a todos os setores que transversalizam o campo da saúde. Trata-se, portanto, de um evento interdisciplinar que objetiva discutir os impasses e problemas atuais vivenciados por todos os agentes de saúde mental no cotidiano da academia, dos serviços, do espaço público e privado.

De acordo com os organizadores, a ampliação da discussão e do debate faz-se necessária, principalmente, no momento atual em que vivemos retrocessos no campo da saúde pública, a medicalização da infância, a criminalização da juventude e a retomada das políticas proibicionistas acerca do uso de álcool e outras drogas.

Desta forma, o Congresso é um convite para diálogos e reflexões em torno das possíveis estratégias para o fortalecimento da luta pelo exercício da cidadania.

 

 

IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE SAÚDE MENTAL - 25 a 28 de setembro de 2018

Rede de Atenção Psicossocial e intersetorialidade: diálogos para resistir, persistir e existir nas práticas de cuidado em saúde mental

PROGRAMAÇÃO

25/09

26/09

27/09

MANHÃ

CREDENCIAMENTO

MANHÃ

Simpósio: Intersetorialidade e saúde mental infanto-juvenil

 

Título da fala

Rodrigo Chaves Nogueira (Belo Horizonte/MG)

 

"Intervenções fora da direção do tratamento: o dispositivo de Integração Escolar"

Pablo Hérnan Peusner (UBA/Buenos Aires/Ar)

 

“Cuidar colaborativamente para não rastrear universalmente: articulação intersetorial como operadora do cuidado integral à saúde mental infantil

Bárbara Costa Andrada (NUPPSAM/Ipub/UFRJ)

MANHÃ

Comunicações Orais e Mesas Redondas

Atividades Culturais

TARDE

CREDENCIAMENTO

TARDE

Comunicações Orais e Mesas Redondas

 

Atividades Culturais

TARDE

Comunicações Orais e Mesas Redondas

Atividades Culturais

NOITE

Simpósio de abertura

 

História da Reforma Psiquiátrica: avanços e retrocessos

 

“Atenção Psicossocial em tempos sombrios”

Silvio Yasui (Unesp/Assis)

 

Reforma Psiquiátrica Brasileira: movimentos e transformações

Ana Maria Pitta (UCSAL/Salvador)

NOITE

Simpósio: Saúde mental e cuidado em território

 

“Algumas considerações sobre o processo de elaboração e aprovação de uma lei de saúde mental em perspectiva de direitos humanos no Uruguai: loucos por nossos direitos”

Cecília Baroni (UDELAR/Uruguai)

 

“Arte, território e cuidado: como fazer de qualquer coisa uma matéria de expressão?”

Elizabeth Maria Freire de Araújo Lima (USP/São Paulo)

 

Título da fala

Serena Goljevscek (Trieste/Itália)

NOITE

Simpósio: Crime e loucura - intersecções entre saúde mental e judiciário

 

“Manicômio judiciário, justiça e saúde mental”

Haroldo Caetano da Silva (Promotor de Justiça/GO/ PAI-LI)

 

“E assim morre o exame de cessação de periculosidade... análise da experiência no Rio de Janeiro”

Patrícia Fonseca Carlos Magno de Oliveira (Defensora Pública/RJ)

 

“A experiência do PAI-PJ: um dispositivo conector”

Romina Moreira de Magalhães Gomes (PAI-PJ/TJMG/Belo Horizonte)

 

28/09 – MINICURSOS/OFICINAS - 8h às 12h e 14h às 17h

Oficina 1: Racismo e sofrimento psíquico: articulações entre psicanálise e negritude.

Priscilla Santos de Souza - (IP/USP)

 

Oficina 2: Teatro Terapêutico – um processo que se constrói

Isabel Cristina Calheiros e Liliane Viegas (Grupo de Teatro Terapêutico/Portugal)

 

Minicurso 1: Drogas e Redução de Danos.

Bruno Logan Azevedo (ResPire/São Paulo)

 

Minicurso 2: Processos formativos nos serviços da RAPS: abrindo brechas nos muros da institucionalização.

Pedro Ivo Freitas de Carvalho Yahn (PNH/São José dos Campos)

 

Minicurso 3: Por uma psicanálise comum – escuta pública e luta de classes.

Clarice Pimental Paulon (IP/USP) e Denise Mamede (IP/USP)

 

Minicurso 4: A clínica das Psicoses no CAPS: uma experiência de escuta clínica a partir da psicanálise de Freud e Lacan.

Paula Ione da Costa Quinterno Fiochi (FIO/Ourinhos)

 

Minicurso 5: A psicanálise em extensão: clínica do social, arte, cultura e resistência.

Leandro Anselmo Todesqui Tavares (FIO/Ourinhos)

 

Minicurso 6: Radio Vilardevoz como dispositivo alternativo em saúde mental no Uruguai: por uma clínica do acontecimento.

Heber Morena (Vilardevoz/ Uruguai)e Nelson Fábian  (Udelar/Uruguai)

 

Minicurso 7: A clínica do Acompanhamento Terapêutico e a Ética da Psicanálise.

Equipe Nós de Acompanhamento Terapêutico.

Maria Tereza Piedade Rabelo e Mayra de Castro Laurino

 

Minicurso 8: O Suicídio como um mal estar contemporâneo: uma visão psicológica e sócio histórica

Barbara Sinibaldi (FIO/Ourinhos) e Paulo Gustavo da Encarnação (FIO/Ourinhos)

 

Minicurso 9: Desinstitucionalização: outras histórias da Reforma Psiquiátrica

Natália Barzaghi (UEM/Uningá),

 

NOTURNO - Encerramento e confraternização

 

Blogs

Ver Todos os Blogs