Requião Filho pede providências a Dallagnol sobre licitações do DER

2 MAR 2018 • Por Da Assessoria • 19h18
Requião Filho: “É terceirizar a fiscalização de algo que o DER tem competência e recursos para atuar”

Em meio ao escândalo recente de corrupção deflagrado pela Operação Lava Jato, envolvendo as concessões de pedágio no Paraná, encontra-se em trâmite no Departamento de Estradas de Rodagem, DER/PR, novas licitações para a contratação de empresas terceirizadas de gerenciamento e fiscalização de obras e serviços rodoviários. Somados os valores, o montante chega a R$ 26,2 milhões.

“É terceirizar a fiscalização de algo que o DER tem competência e recursos para atuar”, criticou o Deputado Requião Filho, que protocolou nesta quinta-feira (01) um Pedido de Providências ao Procurador da República Deltan Dallagnol, no Ministério Público Federal, para averiguar a destinação correta dos recursos.

O parlamentar conta que a motivação também se deu após tomar conhecimento de uma Ação Popular ter sido protocolada esta semana, para questionar a legalidade e a necessidade de tais licitações.

“Tendo em vista estarmos em ano eleitoral e várias contratações e licitações já terem sido fraudadas em passado recente no Paraná, para supostamente fazer caixa de campanha, como as reveladas pela Operação Quadro Negro, toda atenção é necessária. No intuito de efetiva proteção ao erário e diante dos indícios de que a prática da terceirização de serviços pelo Governo do Estado não atendem ao interesse público, estou levando o assunto para averiguação do Ministério Público”, justificou Requião Filho.