Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Outubro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 17/10/2018

Edição ImpressaEdição 3704

Ler Jornal
S.A.PLATINA

Câmara retorna do recesso com cobranças ao Executivo

Um grupo pequeno de pessoas acompanhou a sessão ordinária que abriu os trabalhos aprovando dois projetos

Comentar
Compartilhar
07 AGO 2018Por Luiz Guilherme Bannwart20h54

A Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Platina retomou as sessões ordinárias na noite de segunda-feira (6), após 30 dias de recesso parlamentar. Um grupo pequeno de pessoas acompanhou a primeira discussão plenária do segundo semestre, que teve apenas dois projetos na pauta de votação e cobranças ao Executivo.  

 

Os vereadores aprovaram, em primeira votação, o Projeto de Lei Nº 8/2018, do presidente da Casa, Jefferson Vernier (PHS), que institui a concessão das condecorações de ‘Honra Ao Mérito Estudantil’, ‘Honra ao Mérito Docente’, ‘Honra Ao Mérito Desportivo’ e ‘Moção de Reconhecimento Público’ no município, e o Projeto de Lei Nº 9/2018, de autoria da vereadora Mirian Montanheiro (Podemos), que institui o Programa Escola da Democracia.

 

Os vereadores também aprovaram, por unanimidade, a revogação do parágrafo único do Artigo 231 da Lei Orgânica do Município, que estabelece critérios para denominação de logradouros públicos. A proposta apresentada pelos parlamentares José Jaime ‘Mineiro’ (PSDB), Genivaldo Marques (PSDB) e Luciano de Almeida Moraes (PTB) diz respeito ao prazo, até então estabelecido em 90 dias, para indicar nomes de pessoas falecidas a ruas, praças e avenidas do município.

Tribuna Livre

O vereador Genivaldo Marques cobrou o prefeito José da Silva Coelho Neto (PHH) para que determine à Secretaria de Serviços e Obras Pública a manutenção asfáltica nos bairros Vila Ribeiro, Jardim São Pedro e Jardim Altvater e limpeza no Morro do Bim. Segundo o vereador, os pedidos ocorrem desde o início da gestão de Zezão.

 

José Jaime ‘Mineiro’ pediu para que seja expedido ofício ao prefeito Zezão, solicitando a relação dos diretores e secretários municipais e os valores dos subsídios recebidos mensalmente.

 

Já o vereador Luciano de Almeida Moraes, o ‘Vermelho’, cobrou iniciativas do Executivo para garantir mais segurança aos moradores do povoado da Platina, onde segundo ele, na semana passada, um assalto à mão armada vitimou um comerciante e funcionários de uma empresa de bebidas.

 

A vereadora Mirian Montanheiro pediu harmonia entre os Poderes para o desenvolvimento do município, e cobrou mobilização por parte do Legislativo e do Executivo para pleitear um Campus da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) em Santo Antônio da Platina.

 

Blogs

Ver Todos os Blogs