Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Agosto de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 16/08/2018

Edição ImpressaEdição 3663

Ler Jornal

Foco são políticas públicas que atendam todas as pessoas, diz Cida

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2018Por Agencia de Noticias23h14

Com mais de mil famílias numa área de 28 mil hectares, o assentamento Celso Furtado, em Quedas do Iguaçu, no Sudoeste do Paraná, é um dos maiores da América Latina. Nesta quinta-feira (14), a governadora Cida Borghetti esteve no local para ouvir demandas e acompanhar as ações do Governo do Estado, que apoia os assentamentos com assistência técnica e recursos para educação e saúde.

“Estamos todos do mesmo lado. Temos que focar em políticas públicas que atendam às pessoas de igual maneira”, disse a governadora no encontro com o representante do assentamento, vereador Silvano Cordeiro, a prefeita de Quedas do Iguaçu, Marilene Fátima Revers, lideranças e comunidade. “É preciso o olhar diferenciado do Governo do Estado para a região, buscar, juntos, soluções viáveis e que garantam conforto às famílias”, afirmou. Além das 3 mil famílias assentadas há outras 3 mil acampadas.

A governadora lembrou que, em maio, esteve com o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, para tratar de uma das principais demandas do movimento, que é a agilização dos processos de reforma agrária.

Foi entregue um documento propondo esforço conjunto para resolver os conflitos agrários no Paraná e apontando soluções específicas para vários casos. Como, por exemplo, a liberação de R$ 5 milhões para apoio a 1.850 famílias de agricultores de 25 assentamentos do MST em várias regiões do Estado. Além disso, propõe parceria entre o Incra e a Secretaria da Agricultura para assistência técnica a 323 assentamentos no Estado, em benefício de 20 mil famílias e 21 cooperativas de produtores.

DEMANDAS – A governadora recebeu as principais demandas, entre elas, a questão das estradas que precisam ser melhoradas, dos centros comunitários, além de uma pauta do MST sobre os assuntos da própria reforma agrária e da logística do assentamento.

EDUCAÇÃO – Cida Borghetti lembrou que o governo mantém no assentamento Celso Furtado os colégios Chico Mendes e Olga Benário e a escola Construindo Novos Caminhos. Inaugurado ano passado, o colégio Chico Mendes recebeu investimento de R$ 7 milhões. “Graças ao Governo do Estado hoje o acampamento tem uma bela escola que conta com uma ótima estrutura”, disse o vereador Silvano Cordeiro.

Recentemente, a governadora autorizou repasse de R$ 1,8 milhão para escolas itinerantes nos assentamentos.

Além disso, o Estado vem ampliando as compras de alimentos produzidos nos assentamentos para a merenda escolar.

ACERTADA – Para a prefeita Marilene Fátima Revers a presença da governadora foi importante para mostrar a realidade do município. “A vinda ao assentamento foi acertada, pois é onde a gente precisa de uma atenção especial”, disse ela.

PACÍFICO - O assessor especial para Assuntos Fundiários, Hamilton Serighelli, lembrou que em 2011 o Governo do Estado fez um acordo com o MST, que englobava tratar pacificamente os conflitos fundiários, resolver a questão da educação nos assentamentos e acampamentos, e promoção e prevenção da saúde, de festivais e cultura, jogos da reforma agrária e produção. Principalmente em Quedas do Iguaçu, porque é uma área que tem cerca de 3 mil famílias assentadas e 3 mil acampadas na região”, disse ele.

PRESENÇA – Acompanharam a visitada governadora o deputado estadual Paulo Litro, o secretário da Administração de Quedas do Iguaçu, Vitório Revers, o chefe da do Núcleo Regional da Educação, Lídio dos Santos, moradores do assentamento e do acampamento Dom Tomás Balduíno.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

 

Blogs

Ver Todos os Blogs