Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Agosto de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 16/08/2018

Edição ImpressaEdição 3663

Ler Jornal

Gleisi sobre reajuste do judiciário: “um tapa na cara da população"

Comentar
Compartilhar
09 AGO 2018Por ASSESSORIA SENADORA GLEISI HOFFMANN19h32

Em pronunciamento nesta quinta-feira (9), a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) disse que a proposta de reajuste de 16% para o Judiciário é desrespeitosa com o povo brasileiro. Ela comparou que metade da população brasileira vive, em média, com uma renda salarial familiar de até dois salários mínimos. Cerca de 85% dos trabalhadores brasileiros ganham até 5 salários mínimos, enquanto o salário de um juiz ultrapassa os 30 mil reais.  “Por que juiz precisa ter aumento neste momento do País? Não tem cabimento uma insensibilidade dessas. Os ricos cabem no orçamento, os pobres não”, criticou.

 

Gleisi fez um apelo para que o presidente da Casa não coloque a proposta em votação - ou a devolva para o Judiciário -, uma vez que é o mesmo parlamento que aprovou corte nos programas sociais e retirada de direitos da população. “É escandaloso! Esta Casa não pode sequer receber o projeto que pede aumento para os juízes. Nós vamos estar desrespeitando o povo brasileiro”.

 

Ela pediu que o Senado da República tenha a responsabilidade de votar matérias em favor da população, como a redução de salário dos deputados, o fim do efeito cascata, a retirada de cargos públicos, a redução de ajuda de custo. “Esse projeto é um tapa na cara da população. Não dá pra gente aceitar”.

 

A senadora lamentou a situação do país e os retrocessos sociais do Governo Temer que cortou Bolsa Família, não está dando reajuste ao salário mínimo, cortou os projetos sociais e as verbas para as universidades. “Mas em outubro, a gente pode começar a resgatar o Brasil para a parcela mais pobre da população. Eu não tenho dúvidas de que a candidatura de Lula é a candidatura da esperança, é a candidatura da confiança”. E completou: “eles não entendem por que Lula está à frente nas pesquisas. É por isso que a gente teima com nosso projeto de país, porque é o único que garante ao povo o direito de comer, de ter emprego e bem-estar social”.

Blogs

Ver Todos os Blogs