Santo Antônio da Platina / PR33º21º21 de Junho de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 19/06/2018

Edição ImpressaEdição 3621

Ler Jornal
HABITAÇÃO POPULAR

Jaboti e Cohapar articulam liberação de R$ 6,3 milhões

Comentar
Compartilhar
08 MAR 2018Por Da Assessoria19h03
Vanderley Silva visitou a Cohapar e foi recebido por João NaimeFoto: Divulgação

Com uma grande demanda da população por moradias, o prefeito de Jaboti, Vanderley Silva (Lei da Lica) visitou a Cohapar para discutir o estabelecimento de novas parcerias com o governo estadual nesta terça-feira (6). Os órgãos trabalham atualmente em duas frentes distintas em busca do repasse de recursos da União para a construção de 99 casas populares.

O projeto mais avançado visa à aplicação de investimentos de aproximadamente R$ 3,3 milhões financiados com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Segundo o superintendente de Relações Institucionais da companhia, João Naime Neto, o processo está em fase final de montagem para ser enviado para análise da Caixa Econômica Federal.

“A Cohapar finalizou a contratação da construtora Implantec por meio de um processo licitatório pelo critério de menor preço e está organizando os documentos do projeto construtivo e da empresa para avaliação do banco”, explica Naime Neto.

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL – A segunda etapa da parceria entre governo estadual e prefeitura foi iniciada após a publicação de uma nova portaria do Ministério das Cidades sobre o Fundo de Arredamento Residencial (FAR) em fevereiro. “O objetivo é apresentar um de um projeto de 49 unidades do programa, com orçamento de R$ 3 milhões”, informa o prefeito.

Pelo programa, famílias com renda mensal de até R$ 1.800 pagam prestações que variam de R$ 80 a R$ 270 ao mês durante 10 anos. O valor representa 10% do custo imóvel, com financiamento da Caixa Econômica. O restante dos custos é subsidiado com os recursos do programa.

COMO PARTICIPAR – Independente da faixa de renda, as pessoas que desejam participar de qualquer projeto habitacional do governo estadual em Jaboti devem realizar uma pré-inscrição no site www.cohapar.pr.gov.br/cadastro. Dessa maneira, assim que houver novos projetos em que as famílias estejam enquadradas, elas serão chamadas para participarem do processo seletivo.

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA – Além da construção de novos imóveis, a gestão municipal de Jaboti iniciou o processo de adesão ao programa Morar Legal Paraná. A iniciativa faz parte da gama de novos serviços ofertados pela Cohapar e consiste na contratação de empresas especializadas para titulação de imóveis sem documentação em todo o estado.

Entre as vantagens do programa, estão os custos reduzidos, equivalente a cerca de 20% do preço cobrado normalmente pelo serviço, além da possibilidade de parcelamento a ser pago apenas após o recebimento do título de propriedade. O assessor do deputado estadual Alexandre Curi, Arion Brunetti, acompanhou a reunião.

 

Blogs

Ver Todos os Blogs