Santo Antônio da Platina / PR33º21º21 de Junho de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 19/06/2018

Edição ImpressaEdição 3621

Ler Jornal
MEIO AMBIENTE

Jacarezinho terá recursos para coleta seletiva de lixo

Comentar
Compartilhar
22 AGO 2017Por Da Redação com Agência Estadual17h24

O Governo do Paraná vai repassar mais R$ 15 milhões para 63 municípios paranaenses, sendo R$ 12 milhões para 45 prefeituras implantarem ou aprimorarem sistemas de coleta seletiva de lixo. Entre as cidades selecionadas, Jacarezinho é a única do Norte Pioneiro que vai receber os recursos. Outros R$ 3 milhões para 17 municípios comprarem equipamentos para a prática de esporte (academias ao ar livre, miniarenas) e um caminhão basculante. Os convênios com as prefeituras foram assinados pelo governador Beto Richa nesta terça-feira (22), no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Os recursos para os sistemas de coleta de resíduos sólidos serão destinados à compra de caminhões de lixo e equipamentos de triagem, além de campanhas de educação ambiental através de convênio com as cidades. O governador afirmou que a meta do Governo do Estado é levar a coleta seletiva a todos os municípios do Paraná.

“Estamos disponibilizando recursos para sistemas de coleta seletiva do lixo em todo o Estado. Já são 104 municípios beneficiados e até o final de 2018 os demais também farão parte do projeto”, disse. A proposta do Governo do Estado, explicou Richa, é ajudar os municípios para que o Paraná eliminar os lixões.

O prefeito de Jacarezinho, Dr Sérgio Faria cumprimenta o governador Beto Richa durante solenidade no Palácio Iguaçu (AEN)

“Os lixões se tornaram o principal problema ambiental dos municípios e a solução é difícil, em função do grande custo de um aterro sanitário. A proposta do governo é auxiliar os municípios na implantação dos aterros e encerrar de vez o funcionamento dos lixões no Paraná”, afirmou. “Só teremos um Estado forte se tivermos municípios fortes, que promovam desenvolvimento e garantam bem-estar à população. As parcerias só são possíveis com diálogo e respeito, o que se tornou ponto alto deste governo”, afirmou.

Sistema integrado

Os veículos de coleta lixo fazem parte do programa Sistema Integrado de Coleta Seletiva, executado pelo Instituto das Águas do Paraná. Cada convênio é de R$ 250 mil ou R$ 290 mil, conforme o tipo do caminhão. O governo está instrumentalizando a coleta seletiva no Paraná”, afirmou o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni.

De acordo com o presidente do Águas Paraná, Iram de Rezende, a iniciativa é inédita e já considerada referência nacional em soluções ambientais e sociais. A ideia é cuidar do meio ambiente, gerar emprego, aumentar a renda das famílias e oferecer condições dignas de trabalho. “Podemos gerar emprego para a faixa de trabalhadores que já se ocupa da coleta seletiva de forma improvisada. O programa consegue integrar soluções tecnológicas, motivação às pessoas a aderirem ao trabalho e às famílias a participarem da coleta seletiva dentro de casa”, explicou Rezende.

Tudo equipado

Em contrapartida ao montante liberado pelo governo estadual, as prefeituras terão que disponibilizar o barracão para a triagem dos materiais, motorista para a coleta, combustível e a manutenção dos equipamentos. Os barracões serão equipados pelo Estado.

A cidade de Ivaiporã (Vale do Ivaí) já está com o barracão em funcionamento e, com o novo caminhão, a coleta seletiva será ampliada. “Vamos estender a coleta e dar mais condições de trabalho aos nossos catadores”, garantiu o prefeito Miguel Amaral.

Kaloré ainda não conta com programa regular de coleta seletiva e o auxílio do Governo do Estado possibilitará a implantação do sistema no município do Norte do Paraná. “Vamos construir o barracão e concluir a formalização da associação de catadores e torar a coleta seletiva uma prática regular no município”, afirmou o prefeito Washington Luiz da Silva.

Blogs

Ver Todos os Blogs