Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Agosto de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 16/08/2018

Edição ImpressaEdição 3663

Ler Jornal
S.A. PLATINA

Mineiro diz que férias com quatro meses de contratação é vergonhoso

Vereador também criticou vídeo em que radialista entrevista prefeito: “Foi tudo uma armação. Quem tinha que fazer as perguntas era o povo”, alfinetou

Comentar
Compartilhar
12 JUN 2018Por Gladys Santoro18h52
Mineiro durante a sessão ordinária na Câmara de Vereadores na noite de segunda-feira (11)Foto: Antônio de Picolli

Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Platina, na segunda-feira, 11, o vereador José Jaime Paula Silva (PSDB), o Mineiro, não poupou críticas ao prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), o professor Zezão. Um dos motivos foi a reportagem do jornal Tribuna do Vale, que denunciou que a arquiteta Mayara Garcia Martins, contratada há apenas quatro meses como diretora do Departamento de Obras, tirou 10 dias de férias para fazer uma viagem turística ao Chile. “Pode até ser legal, mas é imoral. É vergonhoso, um absurdo. Tem servidores com férias vencidas, mas a prefeitura não dá. Não tenho nada contra ela, pelo contrário, a considero competente, mas temos que respeitar a população. Ninguém sai de férias com apenas quatro meses de contratação”, disse.

Mineiro também abordou um vídeo que o prefeito Zezão publicou em sua rede social respondendo a perguntas do radialista Ney Santos. “Uma entrevista armada, com perguntas e respostas combinadas. Muito feio isso. Quem deveria fazer as perguntas é o povo”, disse contestando uma das respostas do prefeito em relação à contratação da arquiteta Mayara. “Ele disse que com a contratação a prefeitura economizaria R$ 100 mil por projeto. Que nesses quatro meses, ela já elaborou quatro projetos e que, descontando seu salário de cerca de R$ 6 mil, a economia foi de cerca de R$ 370 mil. E eu pergunto: E os outros profissionais da mesma área da prefeitura, que são competentes e trabalhadores. Eles não elaboram projetos? Eles também saíram de férias? Eles não trazem economia à prefeitura? Todos os servidores promovem economia ao município”, afirmou.

Embalado em seu desabafo, o vereador disse que situações como a da arquiteta ofendem os demais servidores e também a população em geral.

Mineiro ainda cobrou fiscalização em relação ao cartão ponto dos assessores e diretores do Executivo. “Os moradores comentam que alguns deles não vão trabalhar todos os dias, e que muitos não chegam no horário. “Não sou eu que estou falando, é a população. O povo também diz que quem manda na prefeitura não é o Zezão, e sim o secretário de Planejamento Coronel (Airton Sérgio) Diniz. Não sei se é verdade”, ironizou.

O parlamentar encerrou seu pronunciamento dizendo que sempre teve admiração pela pessoa de Zezão enquanto cidadão comum e professor, mas que naquele momento ele falava do prefeito. “Um homem que se diz religioso, que vai à igreja, que foi eleito pelos membros da igreja, não poderia agir dessa forma nem ter ódio no coração, mas ele tem”, concluiu.

 

 

Blogs

Ver Todos os Blogs