Santo Antônio da Platina / PR33º21º20 de Novembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 19/11/2018

Edição ImpressaEdição 3723

Ler Jornal

“Num espaço curto de governo Cida mostrou resultados efetivos”, diz secretária-geral da OAB Paraná

Comentar
Compartilhar
12 SET 2018Por Imprensa Cida 1120h02

Hero image

A secretária-geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção Paraná, Marilena Winter, afirmou que em poucos meses a frente do Estado, a governadora e candidata à reeleição, Cida Borghetti (coligação PP-PSDB-PTB-PROS-PMB-PMN-DEM) apresentou resultados concretos para a melhoria do sistema prisional e segurança pública do Estado.

“A governadora se mostrou muito disposta a ouvir os pleitos da OAB e trouxe esperança aos mostrar resultados efetivos num espaço curto de governo”, afirmou durante encontro com advogados do Paraná, em Curitiba.

Em pouco mais de quatro meses, Cida adotou uma série de medidas para aprimorar o sistema prisional do Paraná e dar mais qualidade de vida aos presos e visitantes e mais segurança à população. A primeira medida de impacto foi a criação da secretaria de Administração Penitenciária para tratar exclusivamente dos assuntos referentes ao sistema prisional. A secretaria, que não tem orçamento e por isso não onera o estado, foi criada logo que Cida Borghetti assumiu o Governo do Estado, em abril.

A criação da secretaria era um pleito da OAB. “Colocamos em prática o pedido em menos de uma semana”, contou. “Trouxemos profissionais de carreira, que conhecem o dia a dia do sistema e a real necessidade”, disse a governadora.

MAIS VAGAS- Com a articulação da governadora, foram conquistados R$ 119 milhões de recursos federais para a construção de 14 presídios. “O Paraná estava perdendo este recurso. Fomos à Brasília e conseguimos recuperar o investimento”, contou Cida. Até o final do ano, informou a candidata, serão concluídas três obras uma em Campo Mourão (Noroeste) e duas em Piraquara (Região Metropolitana de Curitiba).

Além disso, está prevista a construção de seis novas casas de custódia que somando às unidades prisionais que estão em andamento, serão criadas 10 mil vagas no sistema penitenciário do Estado. “Já autorizamos o processo licitatório”, garantiu Cida.

“Mais vagas significam mais segurança para a população que vive ao entorno das delegacias, presídios e casas de custódia e mais dignidade aos detentos”, afirmou a governadora.

Blogs

Ver Todos os Blogs