Santo Antônio da Platina / PR33º21º20 de Setembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 17/09/2018

Edição ImpressaEdição 3683

Ler Jornal
PINHALÃO

Prefeito abre sindicância para apurar desvio de combustível

Postagens nas redes sociais também levaram Polícia Civil a abrir inquérito para investigar denúncia

Comentar
Compartilhar
14 MAR 2018Por Da Redação00h01
Prefeito de Pinhalão, Sérgio Inácio RodriguesFoto: Folha Extra

O prefeito de Pinhalão, Sérgio Inácio Rodrigues publicou no órgão oficial do município, na última segunda-feira (12), a portaria Nº 38/2018, determinando a instauração de uma sindicância para apurar denúncia de desvio de combustível no pátio da Prefeitura através de documentação que, segundo ele, foi recebida pelo Departamento de Recursos do Município. O ato do prefeito surpreendeu setores da comunidade tendo em vista que ele mesmo havia registrado boletim de ocorrência na delegacia de Tomazina, sede da comarca, solicitando abertura de inquérito policial para apurar, em tese, crime de calúnia.

A portaria designa ainda os servidores municipais Luiz Carlos Vidal (presidente) José Renato de Paula e Arão Xavier de Freitas Junior (membros), para realizar as apurações no âmbito administrativo, levando em conta a possibilidade de ação dolosa de funcionário público.

Segundo a advogada do município, Karina Correa de Freitas Chaves, a decisão do prefeito em instaurar a sindicância visa resguardar o interesse público, pois, caso se comprove o desvio de óleo diesel do pátio da prefeitura e identificado eventuais responsáveis, os mesmos sofrerão sanções administrativas, entre as quais, a exoneração.

Para algumas pessoas da comunidade ouvidas pela reportagem, mas que pediram anonimato, a decisão do prefeito em realizar investigação no âmbito administrativo soaria como a admissão de algo erra estaria ocorrendo. “Ele registrou BO na delegacia aventando a possibilidade de crime de calúnia. Ou seja, ele estaria sendo vítimas de falsas acusações na internet. Agora ele recua e resolve investigar a eventual ação dolosa de servidor. É, no mínimo, esquisito”, diz um cidadão, que admite ter visto as postagens nas redes sociais.

Ministério Público

O promotor público da comarca de Tomazina, Anderson Osório Resende, informou na tarde de ontem que o Ministério Público (MP) investiga outra denúncia de irregularidades no uso de combustível do município pelo ex-prefeito da cidade, Claudinei Beneti, flagrado em vídeo, no final de sua gestão, abastecendo veículo particular no pátio da prefeitura. A Tribuna do Vale registrou a denúncia em reportagem veiculada no dia 1º de novembro de 2016.

O representante do MP assinala que a investigação ainda está em andamento, solicitando uma cópia da reportagem para integrar o processo.  Foram cinco vídeos gravados entre os meses de julho e agosto de 2016 mostrando uma caminhonete, que segundo o Detran-PR, pertence ao filho do prefeito de Pinhalão, Fabiano Beneti, sendo abastecida em uma bomba de óleo diesel dentro do pátio de máquinas da prefeitura.

Os vídeos foram gravados do lado de fora do pátio da prefeitura em dias e horários distintos, mas sempre em datas em que o pátio estava fechado, quase sempre sábados ou feriados. Como as imagens foram captadas do lado de fora da prefeitura não é possível identificar quem dirige a caminhonete, mas servidores do Município, que pediram anonimato, garantem que quem estava dirigindo o veículo em todas as oportunidades era o prefeito Claudinei Beneti.

 

 

Blogs

Ver Todos os Blogs