Santo Antônio da Platina / PR33º21º20 de Novembro de 2018
Jornal Tribuna do Vale - 19/11/2018

Edição ImpressaEdição 3723

Ler Jornal

Tarcísio Mossato defende a desburocratização do licenciamento ambiental

Disputando uma vaga na Assembléia Legislativa, ex Presidente do Instituto Ambiental do Paraná defende a modernização de leis para a proteção ao meio ambiente

Comentar
Compartilhar
14 SET 2018Por Assessoria10h43

Candidato à Deputado Estadual, o ex presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Tarcísio Mossato, destaca entre as suas propostas a necessidade de modernizar a legislação estadual para proteção do meio ambiente e geração de emprego. “Muitos reclamam da demora na emissão dos licenciamentos ambientais, mas muito disso se deve à falta de atualização das nossas próprias leis”, explica.

 

Filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o candidato defende a desburocratização do licenciamento ambiental aliado à novos métodos de preservação do meio ambiente. “Sabemos que o Estado é burocrático e que muitos procedimentos podem levar muito tempo para serem feitos, mas isso também se deve a falta de modernização da legislação. Hoje em dia temos tecnologias de monitoramento e controle de impactos muito mais eficientes que as nossas leis limitam”, defende.

 

De acordo com ele, a implementação de sistemas de informação feito nos últimos anos no IAP, como o Sistema de Gestão Ambiental (SGA), reduziu em 60% o tempo de espera do usuário e já tem auxiliado na modernização de procedimentos. “Hoje uma Licença Ambiental Simplificada chega a ser emitida em menos de 30 dias, antigamente a solicitação da mesma documentação chegava a demorar meses para ser analisado pelos nossos técnicos”, disse.

 

O sistema, implementado em 2014 pelo IAP em parceria com a Celepar, permitiu que a população pudesse solicitar licenciamento ambiental e determinadas autorizações através da internet. A dispensa do licenciamento ambiental também pode ser emitida online e em poucos dias.

 

“Acredito que ferramentas como essa, um concurso público para repor o quadro ambiental e um novo modelo de gestão ambiental do estado podem contribuir muito para que o Paraná continue se desenvolvendo, gerando empregos e preservando o meio ambiente”, conclui.

 

Tarcísio é candidato pela primeira vez à um cargo eletivo e diz ter se coloca à disposição da população pela necessidade de ter um representante que defenda e conheça a área ambiental. “Dos atuais candidatos, me considero o mais preparado, pois sou servidor de carreira do IAP e já atuei no licenciamento, monitoramento e fiscalização ambiental. Sei dos anseios dos servidores da área e daqueles que defendem o desenvolvimento conciliado com o meio ambiente”, disse.

 

Conheça algumas das propostas do ex-presidente do IAP:

 

  1. Desburocratizar o licenciamento ambiental
  2. Fortalecer o desenvolvimento agrícola e industrialização do Estado do Paraná aliado ao fomento da conservação da biodiversidade
  3. Fortalecer a gestão ambiental dos municípios
  4. Revitalizar a fauna dos rios do Paraná
  5. Fomentar as pesquisas científicas em prol do desenvolvimento sustentável
  6. Fortalecimento do Norte Pioneiro
  7. Defender o projeto Angra Doce junto com a ONU

Blogs

Ver Todos os Blogs