Santo Antônio da Platina / PR33º21º13 de Dezembro de 2017
Jornal Tribuna do Vale - 08/12/2017

Edição ImpressaEdição 3493

Ler Jornal
PARANÁ

TRE-PR ultrapassa em 90% a meta de revisão biométrica

Comentar
Compartilhar
29 SET 2017Por Da Assessoria19h10

Na última quarta-feira, 27, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) registrou a marca de 1.834.566 eleitores recadastrados biometricamente no Estado apenas este ano. Isso representa exatos 90,46% da meta prevista pelo Tribunal Superior Eleitoral para 2017, faltando ainda dois meses e três semanas para o término do prazo de revisão. Para o desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, Presidente do TRE-PR, “os números só confirmam os motivos pelos quais nosso Tribunal é destaque nacional em eficiência, dedicação, responsabilidade e resultados”.

A Fase 1 do Projeto Biometria 2017 teve início no dia 03 de abril, em 156 municípios. A Fase 2 começou nesta segunda-feira, 25, acrescentando outros 26 municípios em revisão biométrica obrigatória. Esse desafio só foi possível a partir da junção de esforços de vários setores do TRE, cuja prioridade este ano foi o planejamento de todo o processo, além da dedicação dos servidores lotados nos cartórios do interior, que são os grandes responsáveis pelo sucesso da biometria devido ao contato direto com o eleitor.

Foi a primeira vez desde 2009, quando se iniciou a biometria no estado, que vários setores do TRE-PR foram mobilizados para planejar, preparar e dar suporte aos servidores em biometria. O presidente do TRE designou em maio deste ano uma equipe de apoio composta por servidores e coordenada pelo Dr. Marcelo Quentin, Juiz Eleitoral de Sengés, com a missão de auxiliar diretamente na divulgação e chamamento dos eleitores, por meio das rádios, jornais e TV.

Destacam-se também, as iniciativas da Corregedoria. O desembargador Luiz Taro Oyama, Corregedor Regional Eleitoral, acompanha pessoalmente desde o início do ano, todos os trabalhos desenvolvidos, bem como supervisiona e orienta os trabalhos apresentados pelas equipes de apoio e de planejamento do recadastramento biométrico, o que tem gerado satisfação nos servidores do interior, que se sentem mais valorizados e acolhidos pela instituição.

Estas iniciativas têm como objetivo propiciar ao eleitor um atendimento de qualidade e eficiência, predicados inerentes à Justiça Eleitoral paranaense. Todo esse esforço rendeu frutos. O eleitor paranaense, numa demonstração de civismo e responsabilidade, atendeu ao chamado da Justiça Eleitoral e compareceu ao seu cartório eleitoral para a realização da biometria. Até mesmo em cidades onde a biometria ocorre de forma não obrigatória, tivemos um considerável aumento na procura, demonstrando mais uma vez o excepcional trabalho desempenhado pelos servidores da Justiça Eleitoral.

 

Blogs

Ver Todos os Blogs