Santo Antônio da Platina / PR33º21º19 de Outubro de 2017
Jornal Tribuna do Vale - 18/10/2017

Edição ImpressaEdição 3460

Ler Jornal
58 DIAS DE CENSURA

Zezão cria canal, mas perguntas ficam até 22 horas sem reposta

Comentar
Compartilhar
01 JUN 2017Por Marco Martins18h48
Zezão criou canal e postou vídeo no facebook para esclarecer dúvidas da população, mas cidadãos ficaram um dia inteiro sem respostaFoto: REPODUÇÃO FACEBOOK

A alternativa encontrada pelo prefeito José da Silva Coelho Neto, o Professor Zezão (PHS) para se comunicar com a população de Santo Antônio da Platina 58 dias depois de decretar a lei da mordaça na prefeitura, impedindo servidores de dar informações aos jornalistas da Tribuna do Vale, parece sofrer da falta de atualização. Na noite de quarta-feira, 31, o humanista gravou um vídeo e postou a mensagem em uma de suas contas no facebook para convidar a população a participar do mecanismo enviando perguntas sobre a sua administração com a promessa de que todas (ou quase todas) seriam respondidas.

Isso na teoria, porque na prática a rapidez e a agilidade das respostas de Zezão – ou de sua equipe - não são tão eficientes assim. A população parece até ter entendido o apelo do prefeito. Em pouco mais de 18 horas, 16 moradores da cidade enviaram perguntas ou comentários ao prefeito, mas até por voltas das 16 horas de ontem, 1º, quase 24 horas depois do vídeo postado pelo prefeito, nenhuma das indagações haviam sido respondidas.

Para o prefeito, o facebook é a forma mais direta de estar em contato com a população. “Então você que quer fazer suas perguntas (...) pode fazê-las por esse facebook que nós vamos responder tudo que for possível. Talvez nem todas as perguntas sejam possíveis de ser respondidas, mas todas possíveis (sic) vamos responder. Isso é uma declaração bem clara de que nós estamos à disposição da população e de continuar fazendo essa ligação com o poder público e o cidadão”, explicou no vídeo feito em seu gabinete na prefeitura.  

A Tribuna do Vale analisou cada uma das postagens na conta que o prefeito divide com seu vice, o empresário Francisco Monteiro, o Chico da Aramon. Das 16 mensagens, 15 se referiam a problemas na cidade ou críticas direta ao prefeito e sua administração. Apenas um visitante elogiou a postura de Zezão.

O primeiro perfil a questionar o prefeito foi de Kelli Badala que perguntou ao humanista sobre a falta de professores na Escola Municipal Pedro Claro de Oliveira. O pedido de informação de Kelli foi postado poucos minutos depois ao vídeo do prefeito. Vinte e duas horas depois, a pergunta não havia sido respondida. Já o perfil de Jairo Franco também esperava por mais de 21 horas resposta para a pergunta sobre o asfalto no Jardim Eldorado. O perfil de Maria Palmeira quis saber sobre o ponto nevrálgico da administração de Zezão: a falta de médicos no Pronto Socorro Municipal. A pergunta estava até ontem mais de oito horas sem reposta,

No meio das postagens também há muitas críticas ao trabalho de Zezão. O perfil de Bruna Constuchenko não poupou reclamação ao prefeito. “Seria melhor você mostrar serviço e sair do facebook. Acho que isso que o povo quer. Não adiantar mascarar e querer dar uma de bom político. A grande maioria sabe o que faz e outra você é funcionário do povo e nenhum patrão gosta de ver seu funcionário em facebook. Então vai trabalhar senhor prefeito”, criticou o perfil.

A postagem de Zezão no facebook rendeu ao perfil até o fechamento desta reportagem 58 curtidas e outros 33 compartilhamentos.

Outro lado

O prefeito José da Silva Coelho Neto foi procurado no final da tarde ontem em seu gabinete para comentar sua iniciativa no perfil da rede social que divide com seu vice Francisco Monteiro e a ausência de respostas às perguntas dos internautas, mas sua assessoria informou que ele não poderia atender a solicitação pela entrevista naquele momento porque estava atendendo. De acordo com seus assessores, ele retornaria a ligação após os atendimentos, o que não ocorreu até o fechamento desta edição, por volta das 20 horas. 

Blogs

Ver Todos os Blogs