Santo Antônio da Platina / PR33º21º13 de Dezembro de 2017
Jornal Tribuna do Vale - 08/12/2017

Edição ImpressaEdição 3493

Ler Jornal
S.A.PLATINA

Cras promove distribuição da Campanha do Agasalho

Comentar
Compartilhar
12 JUN 2017Por Dayse Miranda, especial para Tribuna do Vale18h06

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Santo Antônio da Platina arrecadou durante os meses de abril e maio peças e cobertores através da Campanha do Agasalho com o tema “O pior frio é o da indiferença”. A distribuição será realizada por meio do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) somente para famílias que realmente precisem e mediante um cadastro. As famílias interessadas já podem comparecer na rua Prefeito Arnolfo Alves, Aparecidinho I, no antigo prédio da Guarda Mirim.

Roupas e cobertores já podem ser adquiridos no CRAS por meio de um cadastramento (Antônio de Picolli / Tribuna do Vale)

Segundo o secretário da pasta Cristiano Benedito Lauro, a campanha neste ano vem com uma proposta diferente, que é a de conscientizar a população sobre a questão do desperdício e destinar as peças  para as pessoas corretas. Estagiários da pasta estão fazendo uma pré-seleção nesta semana das roupas que realmente possam ser aproveitadas, separando por sexo e tamanhos. “Eu que sempre estive presente nas campanhas em anos anteriores porque fiz parte dos conselhos, vi que o desperdício era muito grande. Pessoas que não precisavam vinham buscar peças, tirando a oportunidade de quem realmente precisava. Vimos casos de pessoas que não lavavam roupas, só iam usando e descartando. Outro caso já visto era de roupas doadas serem vendidas para brechós e outros situações semelhantes. Portanto, neste ano vamos fazer um cadastro das famílias para saber as condições e ter um mapeamento real dos beneficiários”, explicou.

Entre os pontos de coleta que mais arrecadaram peças foram: Igreja Matriz, Banco do Brasil, Copel e Caixa Econômica Federal.

Lauro conta que a Unimed foi uma das grandes parceiras na campanha, que fez a doação de 90 cobertores. A Unopar e a Maçonaria também se comprometeram em fazer doações. “Não queremos ter peças para doar apenas uma vez no ano. Queremos ter peças para que beneficiem famílias durante um ano inteiro. Neste final de semana, por exemplo, tivemos o caso de um incêndio em uma residência na Vila Claro. Se tivéssemos doado à comunidade tudo que foi arrecadado não teríamos como ajudar esta família, este é o nosso foco, poder fornecer ajuda ao longo do ano sempre que for solicitado”, justificou.

Blogs

Ver Todos os Blogs